quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Poema lua e sol

E a lua se mostra e se insinua
em sua magia ao anoitecer;
fingindo-se de pura, se enaltece,
como uma dama,
Aguardando o sol, em seu romper
E logo o elege,
Se esconde e faz a trama;
em dado eclipse, ela o cobre,
agasalha e se move,
prolongando o escurecer...

1 comentários:

muito bonito esse poema!gostei do blog também.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Colaboradores

Procurar no Blog